Quebra do Comando de Válvula GM – parte 3

Nessa terceira e ultima parte de nosso assunto sobre cabeçotes da linha GM vamos falar sobre quebra do comando de válvulas, quais as causas, como solucionar esse problema

Recomendo que leia se ainda não leu a Parte 2 desse nosso assunto

Quebra do comando de válvulas

A quebra do comando pode ser atribuída a dois fatores:

  • O empenamento da gaiola (mancais) de alojamentos do comando e,
  • Empenamento da parte superior do cabeçote (base de apoio desta gaiola).
Quebra do Comando de Válvula GM - parte 3 2
Quebra do Comando de Válvula GM - parte 3 3

Existem duas formas para testar e descobrir a causa da quebra do comando:

Uma das formas é verificar se a gaiola está empenada, para isto deve remover a gaiola do cabeçote, retirar o eixo comando quebrado e ao colocar o eixo novo sobre a gaiola, o mesmo deverá girar livremente com mão.

Se ocorrer do eixo não entrar e se entrar existir interferência ao girar com a mão, a gaiola estará empenada e deve ser substituída.

Quebra do Comando de Válvula GM - parte 3 4

O outro procedimento é retirar o cabeçote do motor:

  • Desmontar as molas;
  • Retirar as válvulas e prender o cabeçote a uma morsa ou dispositivo de apoio;
  • Colocar no local apropriado a gaiola com o eixo comando rodando livre em seu alojamento;
  • Apertar (normalmente) esta gaiola sobre o cabeçote simulando como se estivesse colocando ao bloco do motor;

Feito estes procedimentos e o comando de válvulas prender é porque a base superior do cabeçote está empenada.

Geralmente este defeito é visual só de apoiar a gaiola do comando sobre a base do cabeçote, a mesma fica que tipo gangorreando.

Nestes casos deve ser substituídos o cabeçote e as vezes também a gaiola do eixo comando de válvulas.

Importante: Em banca de serviços na oficina a planicidade da face superior do cabeçote e da gaiola antes da montagem devem ser medidos utilizando uma régua de aço na diagonal.

lembrando que no veículo estes testes raramente terão resultados satisfatórios devido o mesmo estar montado com as válvulas.

Para realmente resolver este tipo de problemas o aconselhável é levar todo o conjunto até uma retifica de motores, lá os procedimentos terão maiores precisões.

Retifica da base superior do cabeçote

A usinagem desta parte não é permitida, porque irá sofrer alterações na altura do cabeçote e consequentemente na altura de trabalho dos tuchos de válvulas. O comando irá baixar e os tuchos ao carregar, deixarão as válvulas abertas, com isso o motor poderá não entrar em funcionamento por falta de compressão e se funcionar poderá ficar falhando os cilindros.

Nota: Em recuperadoras de cabeçote e até em retifica que tenha máquina retificadora de sedes, existem meios satisfatórios para recuperar estas diferenças, como mencionado não é recomendado, mas funciona!

Superaquecimentos do motor

Na maioria dos casos, de superaquecimentos queima-se a junta de vedação do cabeçote e a base do cabeçote também queima e empena, assim é levado para a retifica para corrigir esta falha, mas a gaiola muitas vezes não acompanha o cabeçote, onde ocorre a ausência de verificação também desta base de apoio que logicamente se o superaquecimento foi muito alto pode ocorrer também o empenamento desta base e da gaiola.

Letra gravada no comando

comando_letra

Outro item muito importante é a verificação da letra gravada no comando, para cada tipo de motorização é um tipo de comando e uma letra, leve este item muito a sério, porque poderá o funcionamento do motor ser comprometido.

O que muda de um comando para outro é o lobe center 7, que é o grau de inclinação de abertura e fechamento das válvulas.

Siga a orientação do fabricante ou siga a letra do comando velho.

Lobe Center

Importante ressaltar que: Comando aplicado errado o motor poderá entrar em funcionamento, mas não terá desempenho, vai consumir combustível, poderá ficar falhando e outros graves problemas.
Toda vez que montar o eixo de comando de válvulas, o motor tem que estar em posição de sincronismo, ou então ao funcionar o motor poderá as válvulas ser atropeladas pelo pistão do motor. Neste caso além do prejuízo, a remoção do cabeçote será inevitável.


Conheça os manuais técnicos:

MTCO Manual técnico de Corte de Óleo

MTRMFRetifica Motor Volkswagem a ar

MTCFPManual técnico cabeçote flex power

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *