«

»

Quando que é preciso retificar o motor? O que significa (IVA)?

Quando que é preciso retificar o motor? O que significa (IVA)?

As peças internas do motor, quando em funcionamento, estão em constantes atritos, sujeitas a grandes esforços, trabalhando sempre em altas temperaturas, o que resultam em desgaste natural, dos componentes.

Após certa quilometragem, os veículos passam a perder força, desempenho e seus proprietários se vêem conduzidos a buscar a manutenção dos veículos e passam pela necessidade de abertura do motor para reparação.

No Brasil estima-se que haja duas mil empresas que executam serviços de retificação de motores automotivos, movidos a combustíveis como etanol, gasolina e diesel.

Abordaremos assuntos sobre estas empresas, e profissionais envolvidos.

Quando identificada a necessidade de retificação das partes do motor exige-se mão de obra especializada em serviços onde se utilizam instrumentos adequados de medição e equipamentos especializados de retificação para garantir a recuperação da qualidade de desempenho esperada do motor.

Retificar motor para que não dê problema para o retificador, retifica e muito menos para o cliente (proprietário do motor). Exige profissionalismo e envolvem outros assuntos relacionados importantes. Com por exemplo, atendimentos, disciplina, e outros fatores. De inicio vamos limitar há regras que realmente se repete por todos os dias. Então veremos:

  • Quando que é preciso retificar o motor? O que significa (IVA)?
  • Como sair ileso dos argumentos inexperientes do cliente!
  • Ficar atento sobre numerações de blocos de motor, cabeçotes, chassis!
  • Aplicação de peças de reposição que não sejam genuínas!
  • Conferir todos os componentes do motor na hora da entrada na retifica
  • Verificar possíveis danos no caso do veiculo estiver presente.

 

Quando que é preciso retificar o motor?

A vida útil dos motores varia muito em razão direta a uma série de fatores, como:

  • Falta de manutenção preventiva,
  • Demora na decisão de busca de reparação,
  • Motores trabalhando com baixo nível de óleo e superaquecidos e outros fatores que ampliam danos e comprometem outros componentes.

Mesmo o usuário sabendo que o motor perdeu força e está com barulho e queimando óleo de forma excessiva insiste em usá-lo, até que aconteça o pior. E isto encarece ainda mais na manutenção.

Inspeção Veicular Automotiva (IVA)

Em 2010, perto de 45% dos veículos cadastrados na cidade de São Paulo não foram aprovados ou não buscaram realizar a IVA – Inspeção Veicular Automotiva.

Metade deste número, equivalente a 1,25 milhões de veículos, nem foram para a inspeção porque seus proprietários sabiam antecipadamente que não seriam aprovados, já que visualmente conseguiam perceber o excessivo consumo de óleo e emissão de gases. Logo, reconheciam a necessidade da reparação de seus motores.

Diante destes fatos, a retifica do motor deve ser efetuado quando perceber fumaça em excesso no escapamento na partida do motor e durante o funcionamento, barulhos estranhos a do motor, por exemplo: rajando, grilando.

Outros fatores também contribuem quando da necessidade de iniciar a retifica do motor. São eles:

  • Consumo excessivo de óleo lubrificante do motor;
  • Combustível;
  • Perda de potência,
  • Aquecimento fora do normal,
  • Luz indicadora da pressão do óleo piscando ou permanecendo acesa ou ponteiro abaixo do especificado ou até mesmo auxiliando,
  • Velas encharcadas de óleo do motor ou coberta de borras, carvão.
Nestes casos classificam-se um motor com desgastes normais de funcionamento devidas a longos períodos de kilometragem.

Observação: É importante também alertar os proprietários de veículos, que nem sempre um motor baixando óleo, fumaçando na partida pode ser necessário a retifica por completo do motor.

 

 

Retifica do cabeçote

Em muitos dos casos a retifica do cabeçote por completo ou somente troca dos retentores de válvulas sana o problema, mas é de essencial importância quando da retirada do cabeçote, aferir os cilindros, diagnosticar se não há outros problemas graves, como excesso de carvão na cabeça dos pistões, escoriações e desgaste acentuados dos cilindros ou então, passando despercebidos pelo mecânico tal observância pode ser que o problema não se resolva e ainda agravara muito mais por conseqüência da vedação por completa das válvulas do cabeçote.

Isto quer dizer que:

Se há desgaste nos cilindros e o mecânico não observou minuciosamente e com o aumento da tacha de compressão e a vedação do cabeçote por completa, o caminho para a vazão de compressão será pelos cilindros que não se encontra vedado perfeitamente pelos anéis. Isto faz com que a compressão do motor seja contrária, ou seja, comece a suspirar devida a pressão negativa no Carter do motor.

Certamente o retificador profissional irá alertar o proprietário ou o mecânico destas possibilidades.

Outros componentes do motor que necessitam de retifica são quando as partes móveis do motor como: arvore de manivelas, bielas, pistões, eixo comandos e outros componentes entram em atritos diretos com os seus mancais, alojamentos ou cilindros. Isto ocorre quando há falha nos sistemas de lubrificação e arrefecimento.

É importante ressaltar aqui, que há no painel do veiculo luzes indicadoras do óleo e da temperatura do liquido de arrefecimento (água).

Vários são as causas responsáveis por ocorrer estas graves avarias no motor de seu veiculo!

  • Nível do óleo muito baixo – vazamentos, consumido pela queima
  • Radiador, anéis de vedação, mangueiras com vazamentos;
  • Bomba de água danificada – água com eletrólito, aditivos vencidos ou misturados indevidamente;
  • Pescador da bomba de óleo quebrado, entupido ou amassado – por conseqüência de pancadas no Carter do motor;
  • Válvula termostatica travada ou sem a mesma;
  • Tampa do reservatório vencido ou com as devidas válvulas danificadas;
  • Selos de vedação do bloco e cabeçote furados;
  • Junta do cabeçote queimada ou cabeçote com trinco interno.

Estes são um dos problemas que mais acontece no dia a dia na oficina e retifica, devido a quase todos os problemas que envolvem o sistema de arrefecimentos acima citado.

Junta do cabeçote

A junta do cabeçote queima-se por super aquecimento no sistema de arrefecimento, seja por falta do liquido de arrefecimento, por uma mangueira rompida, pelo eletro ventilador não ter acionado devido a ar no sistema, por ter travado a válvula termostática, por quebra das aletas da bomba d’água ou por pré ignição ou tacha muito alta de compressão ou combustível inadequado. Se for diagnosticado e resolvido rapidamente pode evitar gastos desnecessários, mas se insistir com o problema muitas vezes, com uma adequação técnica (gambiarra) e acrescentando água no sistema de arrefecimento pode causar danos irreversíveis ao motor, como por exemplo: Engripamentos dos cilindros e pistões, empenamentos das bielas por calço hidráulico devido à água nos cilindros. Estes danos ocorrem nas maiorias dos casos e ainda pode acontecer a quebra da biela que por conseqüência quebrará a parede do bloco pelo golpe da biela.

 

Observações importantes:

Nunca e em hipótese alguma abra a tampa do reservatório ou radiador quando o sistema estiver pressurizado, auto-riscos de queimadura!

Nunca coloque água fria no sistema de arrefecimento quando o mesmo estiver quente, isto causa choque térmico podendo trincar o bloco e cabeçote do motor.

Nunca exceda o nível máximo do reservatório, e nem complete se estiverem corretos os níveis Máximo e mínimo, muito menos enchê-lo até a boca.

Leiam estes artigos:

Nunca deixe abrir o capô de seu carro quando for abastecer!

Superaquecimento – motor gol MI – Mecanica Solique

Óleo do Motor Vencido

Outro problema grave é o óleo do motor vencido com quilometragens muito além da ultima troca.

Isto gera contaminação generalizada e deterioração de todo o sistema interno do motor devido a liga do lubrificante não mais existir, causando uma lixa com a criação de abrasivos, que em poucos dias consumira toda as partes moveis do motor. Se isto vier acontecer e ainda por sorte o motor esteja em perfeito funcionamento, recomenda se desmontar partes do motor como: cabeçote e Carter para uma limpeza rigorosa ou possíveis trocas de alguns componentes como: tuchos, bronzinas, anéis, bomba de óleo, pescador do óleo, filtro e óleo do motor.

Observação: Não permita que o seu mecânico use para limpeza produtos químico, ou produtos que dizem ser bom para limpeza interna do motor misturando ao óleo e funcionado o motor por um determinado tempo, em seguida esgotando-o e colocando filtro e óleo de motor novo.

Nota: Dois minutos é o suficiente para deteriorar todo o sistema móvel do motor. Além de não limpar nada, irá danificar por completo o motor de seu carro.

Desgaste excessivo nos colos do virabrequim ou comando altera largamente a folga radial.

Estes danos resultarão na falta de pressão de óleo devido à fuga pelas laterais dos mancais do bloco e comando, impossibilitando o circuito normal de óleo pelos canais de lubrificação do virabrequim que por sua vez faltará óleo nos mancais da biela, galeria do bloco e do cabeçote. Nos motores atuais com eixo comando no cabeçote e de tuchos hidráulicos, o alarme destes indícios é ouvido de longe, (pois os tuchos descarregados (sem óleo) batem forte), alem da luz de óleo acender no painel do veiculo. Salvo se estiver funcionando é claro.

Nota: Em caso da luz de óleo acender-se e continuar acesa é importante a parada imediatamente do veiculo e do motor. Acionar a assistência técnica imediatamente esteja onde tiver. A insistência na continuidade é perca total do motor.

 

Nos próximos artigos abordaremos assuntos de suma importância:

Como sair ileso dos argumentos inexperientes do cliente?

Ficar atento sobre numerações de blocos de motor, cabeçotes, chassis!

Aplicação de peças de reposição  que não sejam genuínas!

Conferir todos os componentes do motor na hora da entrada na retifica.

Verificar possíveis danos no caso do veiculo estiver presente.

Inscreva-se e receba as atualizações em seu e-mail:

Inscrever-se Mecânica Solique por Email

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Olá, Sejam todos Bem-Vindo ao Blog Mecânica Solique! Atualmente exerço a profissão de Retificador de Motores na linha diesel, álcool e gasolina. Também atuo como: reparador, montador de motores, alguns conhecimentos técnicos em motores com injeção eletrônica sistema diesel e Otto. Deixo claro que na mecânica automobilística é impossível ter conhecimentos totais, pois a cada dia nos é apresentado um novo desafio. "Ter conhecimentos e dedicação todos os dias, é que nos torna profissional em qualquer área, aprendendo todos os dias a ser melhor que ontem" (Edvaldo Dias Solique – (Ajustador Mecânico Automobilístico). Autor do Blog: Mecânica Solique Com o tema: "Mecânica dos Tempos Modernos" E também autor dos manuais técnicos: - Corte de óleo; - Retifica do motor do Fusca.

316 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. cecilio da cruz ferreira filho

    ola… gostaria de saber qual o problema de andar com o carro sem o atuador de marcha lenta??

    1. Mecânica Solique

      Fica sem marcha lenta

  2. Vanessa

    Eu tenho um gol motor Ap 1.6 8v, fiz troca de de anéis, junta, bielas, retifico de cabeçote com 153 km, com 156km troquei o oleo e percebi que o motor perdeu a força e tá barrulhento…O mêcanico me disse que é os tucho…

    1. Mecânica Solique

      Acredito que este barulho poderá ser nos pistões, porque motor da família EA111, não aceita troca de anéis ou qualquer meia sola.

Carregar mais comentários

A sua dúvida, opinião e cometários é muito importante para todos os leitores. Agindo assim ajudaremos a todos!

More in Dicas/Oficinas (36 of 48 articles)

%d blogueiros gostam disto: