Problemas S10 Sprint eletrônico 2.8

Luz de anomalia ascende e corta o funcionamento

luz anomalia injNa primeira parte desta série de problemas e soluções, serão apresentados soluções que pegamos no dia a dia aqui em nossa oficina.

O primeiro foi um defeito de difícil solução, em uma S10 eletrônica motor Sprint 2.8.

Difícil por causa das surpresas que foram acontecendo.

veja o artigo: Como resolver defeitos de injeção da S10

Como mencionei em artigos anteriores, os defeitos nos veículos diesel sistema eletrônico, começam aparecer nas oficinas mecânicas de todo o Brasil, mas ainda nem todas estão preparadas para um diagnóstico correto, não por falta de conhecimento e sim por falta de informações.

Leia e conheça: O sistema de injeção common rail

Os defeitos, mesmo que corriqueiros são surpreendentes por que são novos. São veículos que já circulam a quase 10 anos e é exatamente agora que começam as panes, pois os componentes estão cansados, gastos, deteriorados com o tempo.

Os autopeças, oficinas mecânicas, auto elétricas e outros seguimentos ainda não estão preparadas para atender as necessidades dos mecânicos, eletricistas dos retificadores e de toda área de reparação. As empresas que projetam, desenvolve, criam os sistemas, estão limitadas a repassar maiores informações, e nem sempre podem liberar para o mercado os componentes (peças de reposição), por conta da originalidade das montadoras, pois o sistema fica em testes por vários e vários anos. Muitos estudos são feitos quando mencionado voluntariamente ou por reclamação de garantia de determinado item. O tempo passa e o mercado de reposição como as empresas do seguimento ficam sem poder atender o consumidor. Um exemplo é o lançamento de um motor, até que não fique comprovado o seu funcionamento perfeitamente, as peças de reposição para atender o mercado fica restrita e  somente a montadora da mesma é apta a oferecer e em prazos de espera.

Existem veículos desta linha que dão panes em peças importantes e que custam muito caro e precisam ser trocadas, mas nem sempre é encontrada no País. Agora imagina como ter certeza da troca de uma destas peças se nem temos uma para testar e estar certo que não estamos causando um gasto desnecessário para o proprietário, pois na maioria dos casos os defeitos são inéditos e é preciso muita cautela e conhecimento para chegar a uma conclusão e trocar caso encontre tal peça.

Este paragrafo acima é muito importante, porque nos veículos do sistema eletrônico diesel, revelam vários defeitos, mas na verdade no final do diagnóstico um só é verdadeiro.

Escrevi esta pequena introdução para passar ao amigo leitor os vários problemas que envolve sistemas pré lançados, sistemas que estão no inicio de reparos.

A seguir com o assunto em questão, escrevo os casos de defeitos que já passaram em nossa oficina, uns de fácil diagnósticos outros cabeludos. Diante dos fatos sempre procuramos  entregar o veiculo com os problemas resolvidos. Por mais cabeludos que seja! Nossa equipe já chegou a passar dias, semanas frente a várias caminhonetes, caminhões e até mesmo carros de passeio.

Luz de anomalia ascende e corta o funcionamento

Este foi o último caso que resolvemos depois de duas semanas!

Esta caminhonete veio para nossa oficina de outra cidade, o amigo mecânico fez o que tinha que fazer na sua oficina, mas sem sucesso, pois lhe faltara recurso. Tentamos instruí-lo por telefone mas também sem sucesso, pois apresentavam vários problemas. Foi impossível de serem diagnosticadas por telefone.

Pedimos então que trouxessem-na para nossa oficina para podermos juntos resolver os problemas que pareciam de inicio fácil. Mas infelizmente não foi bem assim.

Os Problemas apresentados no aparelho de diagnóstico do sistema eletrônico

O mecânico responsável pelos primeiros diagnósticos dizia que: a caminhonete a 130 km h, em intervalos de 10 a 15 quilômetros de distância acendia a luz da anomalia e cortava de uma vez, e após 5 a 10 minutos dava na partida o motor pegava normalmente. Mas o problema persistia nos mesmos trajetos.

Na nossa oficina ao abrir o capô deparamos com várias peças em desacordo com o formato original, ou seja, funcional.

O tubo Rail encontrava-se soldado com solda elétrica a saída do primeiro cano de bico, o sensor de temperatura estava com seus conectores quebrados, mas ligado no tipo (gambiarra), a mangueira do purificador rachada e sem o filtro de ar.

Ligamos o aparelho no sistema e em “defeitos presentes” nada constava, mas em “defeitos passados” existiam erros na válvula reguladora de pressão, sensor do rail e sensor de temperatura.

O primeiro pensamento do diagnóstico em relação aos defeitos apresentados e quase com certeza de ter encontrado os motivos, resolvemos trocar então o tubo rail, pois o mesmo estava soldado e este procedimento não é correto. Para certificarmos retiramos os sensores do rail e lá no interior do mesmo estava cheio de cavaco (sujeiras) da adaptação feita anteriormente.

Então, trocamos o tubo rail, sensor de temperatura, mangueira do purificador, colocamos o filtro de ar, apagamos todos os defeitos e fomos para a BR.

O defeito! Pois é, continuou e para nossa infelicidade piorou, porque cortava a menos de 100 kmh no intervalo de 5 km. E a partida no motor desta vez demorou além dos 15 minutos.

Voltamos para a oficina, ligamos o aparelho e os defeitos eram:  na válvula reguladora de pressão,  sensor de pressão do rail colocamos uma válvula reguladora de pressão de teste e não foi solucionado o problema em vez de ser solucionado agravou ainda mais.

Retiramos então a bomba de alta, os bicos e levamos para teste: a bomba de alta estava com problema na bombinha alimentadora, os bicos todos com retorno muito alto. Trocamos a bomba alimentadora, colocamos uma válvula reguladora de pressão colocamos na BR e desta vez andamos 35 km a 150 e 160 Kmh, na volta acendeu a luz de anomalia e cortou, demorou novamente para pegar. Voltamos ligamos o aparelho e foi constatado defeitos novamente na válvula reguladora de pressão, até aí tudo bem, pois faltou alimentação. Nos restava então trocar os bicos injetores, como tinha-mos 4 novos para teste, colocamos fomos novamente andar e desta vez nada de anomalia, problema resolvido. Eram os bicos injetores!

Pedimos os quatro bicos zerado, pois os nossos eram novos, mas eram para testes, além de já serem usados várias vezes.

Novas surpresas após a troca dos bicos injetores

Você pensa que o problema estava resolvido colocando os bicos novos, pois por incrível que pareça não! Com os bicos novos, novos problemas apareceram, ficamos totalmente perdido de inicio, de boca aberta com o desafio intrigante daquele veiculo, foi desanimador. Todo o sistema eletrônico testado, sem contar que a maioria das peças eram novas. O que poderia ser agora?

O cliente já necessitava da caminhonete, o mecânico que antes iniciou os serviços, preocupado e nós voltado a estaca zero. Os valores das peças antes substituídas computados lá no acessório e os problemas nada resolvido.

Pedimos então para o cliente mais dois dias para resolver de vez todos os defeitos de seu veiculo.

O desafio e o encontro finalmente do defeito

Estávamos diante de um desafio: consertar ou consertar, ficamos até tarde nestes dois dias, e graças a Deus a nossa capacidade de raciocínio e conhecimentos troca de ideias encontramos o defeito. Você nem imagina, mas o defeito da caminhonete era superaquecimento diagnosticado pelo aparelho de diagnósticos do nosso bombista. O superaquecimento não era gerado diretamente do sistema do motor propriamente dito, mas era o sistema do ar condicionado o causador do aquecimento. Logo veio na mente os eletros ventiladores do ar condicionado. “Na mosca”!

As duas ventoinhas que ficam na frente dos radiadores ora trabalhava uma, as vezes as duas e ora não trabalhava nenhuma e felizmente depois de tudo as duas resolveram não ligar e como o ar condicionado estava ligado, o sistema eletrônico detectava através do sensor de temperatura do motor, temperatura além de 95º graus o suficiente para a luz de anomalia acender e em seguida cortar o combustível para preservar o motor e todos os seus componentes. O nosso eletricista retirou os eletros ventiladores e os dois travados e parcialmente queimados.

A descoberta do defeito

Como que descobrimos este defeito? Andando com a caminhonete e com o aparelho ligado.

Conforme subia a temperatura o pico de pressão através da válvula reguladora de pressão ia aumentando até o sensor do Common Rail enviar sinal para a central cortar, pois a pressão era superior a 1600 bar.

Detalhe que depois julguei muito importante: Não desligamos o ar condicionado em nenhum dos nossos testes. Talvez uma falha muito importante para o diagnóstico, mas quem imaginaria panes através deste sistema na injeção?

Bem queridos leitores este é um dos casos intrigantes que já pegamos para resolver, mas tenho muitos outros para passar aqui, mas ficaria muito intenso somente neste artigo.

Nos próximos artigos vou colocando aqui as experiências e aprendizados que nossa equipe já passou e como foram resolvidos. Temos várias histórias de problemas cabeludos em vários veículos do sistema de injeção diesel: S10, L200, Nissan, Hilux, Ranger, etc. Caminhões com motores Cummins, MWM, Mercedes, Sprinter também no sistema Otto e assim vai.

Avaliação do artigo

O conteúdo deste artigo é passou experiências de uma equipe de mecânicos, eletricistas, bombistas, ascensoristas treinados e que sempre estão buscando aperfeiçoar cada vez mais. São através destas experiências que aprendemos a ser melhor a cada dia. Durante todo o processo em busca de solução, recorremos a vários meios de informações, trocamos ideias, baseamos em soluções anteriores, fizemos vários testes e eliminamos de início os possíveis defeitos visuais, aqueles que podem comprometer todo o sistema, quando já não estão comprometidos.

No caso acima, o sistema foi comprometido por iniciativas primarias por falta de conhecimentos e funcionamento deste sistema. Veja no artigo: Como resolver problemas da S10, onde comento em um paragrafo “Socorro na estrada” sobre esta falta de conhecimento do sistema eletrônico.

Como mencionado em artigos anteriores no paragrafo “Segurança do sistema”: “O sistema é como uma corrente elétrica, um curto circuito e todo o sistema está comprometido” Do mesmo artigo:


Conheça também os manuais técnicos:

MTCO#Manual técnico de Corte de Óleo

MTRMF#Manual técnico da Retifica Motor do Fusca


Gostou do artigo?

Deixe aqui o seus Comentários a sua Opinião, Compartilhe!

Siga me também no Twitter Facebook Linkedin Google+

Ou então Assine a Newsletter de Mecânica Solique e receba as novidades do blog em seu E-mail.


Olá, Seja Bem-Vindo ao Blog Mecânica Solique Atualmente exerço a profissão de Retificador de Motores na linha diesel, álcool e gasolina. Na profissão de Reparador "Ter conhecimentos e dedicação todos os dias, é que nos tornam profissionais em qualquer área, aprendendo todos os dias a ser melhor que ontem".

165 Comentários

  1. Milton Jose Argenta disse:

    boa noite
    tenho uma L200 GLS OUTDOOR 2009 motor 4D56 2.5 8v 4×4 diesel
    eis a questão:turbina:em viagem ao chegar acima de 2000rpm faz um barulho e não tem potencia no motor,fui em 2 mecas e so trocando a turbina,neste final de semana fiquei mechendo de curioso e achai na entrada de ar que vem do filtro um rasgo na mangueira,não poderia ser este o problema??,os caras ja querem 3 mil para trocar a turbina a viatura tem 150mil km sendo que no ultimos 100 mil foram comigo e sempre com toda a manutenção em dia.
    aguardo uma luz

    atenciosamente

  2. clovis disse:

    Tenho uma sprinter ela esta sem força, á quatro mês venho lutando para resolver o problema.
    Primeiro troquei os bicos não resolveu ,fiz o motor completo pois diseram que o mesmo tava sem compreensão ficou na mesma,ai mandaram eu comprar uma turbina continuo sem força, por ultimo comprei a válvula da turbina , resumindo já gastei um dinheirão e continua o mesmo problema.
    Ficaria muito grato se tevesse alguem que pode se me da uma dica , não aguento mas .
    Bom dia obrigado.

    • Já fizeram diagnóstico com aparelhos eletrônicos? Qual os problemas apresentados, tem um mapa, uma via do diagnóstico imprimido para avaliação? Mediram a pressão do sistema de alta da injeção de combustível, testaram linha de baixa pressão, testaram o turbo, west gat?
      O ponto de injeção está correto, a roda fônica está na posição correta?
      Amigo o problema pode ser simples, porem é complexo descobrir. Por isso, testar, analisar, é muito importante.

  3. jefferson lakiss disse:

    tenho uma frontier LE a/t serie espanhola ano 2007 motor 2.5. essa semana sair no carro normal quando parei o carro e fui sair nela novamente, funcionei o carro e andei 50 metros e ela desligou não pegou na partida. ai reboquei o carro p casa, chegando em casa tirei a proteção de plastico que fica em cima do motor folguei a entrada de diesel da flauta p bico e vi que não estava indo combustível. fui direto da válvula de regulagem de pressão do combustível e estava travada, tirei fiz uma limpeza e testei ela fora e retornei a válvula para o lugar. O carro funcionou só que esta fumaçando preto pelo escape ai fui pegar estrada ela não passa de 120 km.. ai troquei filtro de ar e filtro de combustível e levei na oficina p rapaz ver se tinha algum erro na injeção estava tudo ok. o que pode ser? abraço

  4. marcio carneiro torres disse:

    ola boa tarde tenho uma frontier 2005 mwm 2.8
    ela deu uma pane e nao que fucionar mais
    reparei que no terminais de alimentaçao dos bicos injetores nao estar chegando corrente
    alguem poderia me ajudar a identificar este problema? desde ja agradeço
    MEU EMAIL torresmarcio2@hotmail.com
    marcio torres

  5. luiz disse:

    tenho uma hilux d4d 3.0 2008 …. e existe uma rajada normalmente quando fria ou durante uns 150 km de viagem …. parece ser tuchos …. em alguns casos saio com a mesma e nenhum barulho …. nada mesmo…. codigo de erro nada e o sistema ja foi tudo revisado inclusive com troca dos injetores(DENSO)…. ANTECIPADAMENTE AGUARDECIDO.

  6. Gilberto disse:

    Bom dia parabéns pelo empenho e dedicacao !!
    Possuo um troller 2.8 mwm 2004 nao eletronico e está a um ano comigo quando comprei fiz umz revisão e troquei filtros e fluidos . Neste 1 ano rodei 9.000 kms.
    Ontem ao dar partida no veículo as 4 da tarde sai de uma vez e vireu na primeira rua logo percebi o veículo fraco parecia q fazia um barulho diferente no motor, com medo de ficar no meio da rua encostei e acelerei e ele voltou ao normal . o que poderia ter ocorrido ??
    Grato abrcs

  7. veiorosaRaphael disse:

    Bom dia. Primeiramente, parabéns pela iniciativa de compartilhar as informações, problemas e soluções aos proprietários de carros a diesel. Realmente veículos a diesel com injeção eletrônica estão trazendo muita dor de cabeça aos seus donos, pois nem mesmo as autorizadas estão dando conta do recado.
    Tenho uma S-10 2011 2.8 MWM. Hoje, depois de trafegar menos de 1km, a luz da injeção ligou e o motor reduziu consideravelmente a força (não passava de 1000 giros). O que pode ter acontecido?

    • Pode ter tido problemas no turbo ou no sistema do turbo, mangueira do intercooler, mangueira do purificador, etc.

    • luis henrique da costa bernardo disse:

      tenho uma s10 a disel quando estou na br não passa de 100 km. o que sera.

    • EdSolique disse:

      Pode ser sistema de turbo ou injeção, filtro de combustivel ruim, filtro de ar entupido, mangueira do intercooler furada, solta, etc.

  8. Raul Fonseca disse:

    Bom dia, parabéns pela iniciativa, e por incrivel que parecã minha S-10 2.8 2006 está com o mesmo problema relatado acima, mais com um detalhe minha S-10 não possui ar-condicionado, o que poderia ser? Seamana que vem estarei levando no mecanico para resolver a pane, grato e abraços.

  9. Baltazar Donizete disse:

    tenho uma frontier 2010 troquei a junta do cabeçote mas ela esra acendendo a luz da alimentaçao e esta fazendo barulho de valvula alem de estar cortando a aceleraçao

  10. ola amigos estou com um caminhao iveco euro cargo o scaner acusa o codigo de falha PTO e o veiculo fica com dificuldade para funcionar alguem ja pegou um problema desses?
    quando entra em funcionamento fica ok porem muito dificil pra entrar em funcionamento

  11. marcio disse:

    ola boa noite senhores mecânicos
    estou com um grande problema com minha frontier 2006 2.8 mwm
    defeito apresentado e o seguinte
    ela so esta fucionando com bicada ou seja na partida ela so fuciona se eu der uma bicada nela
    já foi trocado sonsor da bomba injetora sensor de rotação válvula do reill limpeza de tanque troca de óleo diesel. enfim não sei mais o que fazer
    já levei para três mecânicos e nada .

  12. willian disse:

    Boa tarde, trabalho em uma of no rio de janeiro e estou conhecendo o funcionamento rail agora. estou com uma l200 tritom com luz de injeção acesa e de vez em quando o carro quando andando morrei isso segundo o cliente. já verifiquei as pressões nominal e real e ao meu ver estao boas, porém o carro nao morreu durante testes, mas o cod. p0093 nao apaga! vcs tem alguma dica? desde já obrigdo!

  13. Lucimara disse:

    Possuo uma S10 2012 A DIESEL. Estou tendo um problema que ate agora não foi solucionado e nenhum mecânico sabe explicar. De uma hora para oura , …diminui a velocidade, ela perde potencia , começa a falhar.Parece um carro velho. Fica perigoso.Não me parece ser o mesmo problema que ouvi de outros donos de S10. Não aparece perda de potencia do motor no painel.Tem alguma ideia do que possa ser?

  14. Alex disse:

    Olá ! Estamos com uma HILLUX 3.0 2014. Foi feito o motos por ter entrado areia. Foi trocado as unidades tudo original . agora a Hillux fica trepidando e muita fumaça branca. passamos 2 Scanner e um diz sensor de fase e o outro pressão do ar. Alguém pode me dar uma idéia ?

    • Fez a reprogramação do sistema de injeção, reprogramou a bomba injetora, codificou os bicos injetores, limpou valvula egr, etc.
      Se não fez estes itens, deve fazer usando aparelho da montadora.

  15. Caio Lhp disse:

    Oi sou o caio , estou com uma amarok 2011 aqui na oficina com o seguinte problema, da partida e não funciona, ae desconecta o sensor do rail ae sim funciona normal, já troquei os dois sensores do rail e nada, alguma opinião ae já estou ficando louco, desde já agradeço,

    • EdSolique disse:

      Esta faltando combustível na linha de alta, por falta de alimentação da linha de baixa pressão. Ou então poderá ser os bicos injetores com muito retorno, bomba de alta com problemas ou então panes no sistema eletrônico, problemas coma a bomba alimentadora, etc.

  16. Ricardo lago da silva disse:

    Parabens pela materia muito bem detaliado
    Obrigado por dispor seu tenpo para passar estas
    Duvidas tao valiosa fique com deus feliz natal e otimo Ano novo

  17. Manoel disse:

    Bom trabalho a todos a minha s10 4.3 v6 entrou em estado de emergência e eu não sei o que fazer se poderem mim ajudar por favor.

  18. Libni disse:

    Tenho uma L200 2004 e ela não tá pegando. Já testei se tá chegando oleo nos bicos e não tá. Qual deve ser o problema?

    • EdSolique disse:

      Alimentação de combustível pode ser um dos problemas.
      Pode ser bomba injetora ou falta de alimentação nela, tanto de corrente elétrica como de combustível.
      Outro problema mais grave poderá ser cabeçote, ponto (correia dentada), ou pode ser algo de errado no motor, por exemplo: falta de compressão!

  19. nuno miguel silva cardoso disse:

    ola tenho uma peugeot 207 sw onde apareceu a luz do motor e de seguida sistema antipoluiçao agora nao pega se me poder ajudar agradeço a sua atençao

    • EdSolique disse:

      Terá que levar o seu carro em uma oficina especializada, rastrear o sistema para ver na tela do raster quais as causas do defeito.

  20. RENATO RODRIGUES disse:

    estou com uma van Jumper 2.8 eletronica el não pega parou normal e nao pegou mais nao aparece defeito no raster so que descobri que nao manda pulso de correte para as unidades injetora se puder me dar uma dica de como resolver este problema ficarei muito agradecido.
    obrigado.

    • EdSolique disse:

      Da uma olhada no imobilizador, se ao trafegar com veiculo e este bater muito violentamente em algum buraco ou qualquer impacto forte este imobilizador desarma e corta o combustível, sinais elétricos. Caso não souber a localização, procure um mecânico ou eletricista. Geralmente este dispositivo fica na parte do cofre do motor por baixo do para-brisa.
      Se não for este o problema então é o sensor de rotação.

  21. Alaerte disse:

    Boa noite amigo. Então estou com uma s10 com motor mwm sprimt eletrônico q não dá vacuo na válvula west gate, já troquei o modulador do turbo e nada. O q pode ser?

    • EdSolique disse:

      Pode ser a ligação do modulador ou então pode ser a mangueira do vácuo do westgate furada, entupida ou então pode ser a válvula westgate ou ainda pode ser a turbina, mangueiras.

  22. JORGE GUERREIRO disse:

    Tenho uma Dodge Ram 2500. Luz da injeção sempre acesa. Só pega na base da bicada. No scaner acusa P0148 – Fuel Delivery error. A marcha lenta é perfeita. Os bicos foram testados no scaner. Quando passa de 1.200 rpm, começa uma falhaçada geral e a aceleração tende a se elevar e fugir do controle, fumaceia preto. Já tiramos o tanque 2 vezes, testamos a bomba de combustível, trocamos filtro de combustível e filtro de ar. O que pode ser?

    • EdSolique disse:

      Jorge, não sei te falar, porque o sistema da DODGE RAM é um sistema fechado, ou seja, broqueados para Scanner Brasileiro. So entra para configurações o Scanner da montadora, apesar do motor ser Cummins não sabemos como que funciona o sistema da rede Can, na verdade até soubemos, mas não conseguimos ainda entrar neste sistema, quando entra são informações vagas, sem objetivo.

    • paulo friche disse:

      Jorge boa tarde. Com certeza o que esta acontecendo com sua dodge ram é o retorno alto dos injetores quando acelera a tendência é não voltar a lenta. Pode retira-los e colocar no teste. Outra coisa no scanner não tem como testar injetor! Abraços. Paulo Friche.

  23. cley disse:

    tenho uma s10 2.8 2001 bomba mecanica , o giro do motor nao sobe rapido,e na 5 marcha nao consegue se manter ,quando paasso a 4 em 3000 giras para quinta ela cai para 2000 giros e demora a levantar , chegando em um morro logo tenho de passar para a 4 denovo. ja fiz bomba , ja troquei os bicos e filtros e defeito persiste.que sera que pode ser?

    • EdSolique disse:

      Pode ser o Sincronismo da bomba injetora fora, pode ser a bomba injetora ainda, pode ser filtro de combustível ruim, mesmo novo.

  24. carlos umberto borges menteiro disse:

    Boa noite irmaos de chave tenho uma ducato multijet 2.8 2010/11 entao estou c um defeito parecido c o citado acima da S10 porem a minha acontece o corte mesmo c o ar condiconado desligado ja fiz todos os procedimentos citados e ate limpei o tanque mas nada continua cortando to quase maluco e entao estou aqui me ajudem se puderem meu email e betao.autocervice@gmail.com

    • EdSolique disse:

      A ducato da muito problema na alimentação da central. E bom dar uma olhada na parte elétrica, conectores, aterramentos…

  25. Ricardo disse:

    Boa noite caro amigo tenho uma boxer 2012/2013 está com 76 mil kilometros estou com problema o carro frio de manhã tem que esquentar pois ele falha e sai um cheiro orivel de catalizado ,já mandei linpar a erg passamos o aparelho nada fiz a regeneração troquei adtivo não sei mais o que faco o carro assim que esquenta não fala tem força não ocila não está baixando água podes me dar uma luz amigo Ricardo de SC Palhoca

    • EdSolique disse:

      O problema pode ser o catalizador, tem que eliminar o excesso de partículas ou substituir o catalizador.
      Geralmente com a regenerilizacao de partículas através de aparelhos scanner consegue resolver o problema ou não! Também pode ser sensor de temperatura, as sondas ou pode estar com problemas no sistma das velas aquecedores, turbo e por aí vai…

  26. Abel Gutemberg disse:

    Amigo tenho uma frontier 2009 Xe 2.5 o motor apaga quando este frio dou partida pega normal, macha lenta normal funciona uns 20 segundo e apaga varias vezes, pra segurar funcionando tenho acelerar até 2000 giros por 5 minutos ai fica normal posso andar o dia todo. O problema é só quando o motor esta frio.Confiante na sua atenção desde já agradeço.

  27. Andre disse:

    Ola, Tenho uma ducato multijet 2.3 2011
    Estou com um problema, quando desligo na igniçao o motor continua funcionando…alguem pode me ajudar ?

  28. EVALDO disse:

    Prezado amigo,estou com um sério problema envolvendo minha hilux 2002 SRV turbo diesel 4/4. O motor, eventualmente, morre em marcha lenta. Logo em seguida pega normalmente. Levei o veículo numa agência toyota. Foram feitos os seguintes reparos: retífica da bomba injetora (feita em Goiânia), limpeza e regulagem dos bicos injetores e troca e limpeza de todos os componentes do tanque de combustível. Após um mês sem a caminhonete ela me foi entregue com o mesmo problema. Percebi que, ou falta competência ou vontade da própria toyota em resolver o meu problema. O que será que pode estar ocorrendo? Agradeço se puder ajudar.

    • EdSolique disse:

      Está existindo problemas de gerenciamento da bomba e bicos injetores ou então pode existir problemas mecânico no motor e isto não resolve através de aparelhos. Tem que analisar os dois planos cuidadosamente: eletrônico e parte mecânica, porque bate se em única tecla, quando pode existir outros problemas.

  29. Ary Filho disse:

    Ola. Comprei uma S10 colina 4×4 diesel 2010/2011 que ficou parada por aproximadamente 08 meses. Após as revisões normais (troca de óleos) a mesma não levanta rotação, chega nos 2.000 giros e para, o motor não levanta. A pick up era de empresa, é possível ter limitador de velocidade? e como retirá-lo?

    • EdSolique disse:

      Com este intervalo aconselho retirar a bomba injetora e bicos injetores para revisões, escanear todo o sistema, limpar o tanque de combustível e tudo mais

  30. CIDA disse:

    Boa noite!
    Preciso da sua ajuda porque esse problema ta me tirando o sono rsrs , então nós tiramos o cabeçote do accello 715c pra trocar as velas, foi tirado o cabeçote por que uma das velas fundiu, ai teve que mandar pra retifica,foi montado novamente mais o não pega passou o aparelho no aparelho aparece o defeito de velas o que voce o problema esta na montagem o que pode ser?o cabeçote foi aplainado na retifica, fi trocado a juntas , esta passando corrente ,ele que pegar mais não vai. desde ja agradeço obrigada.

    • EdSolique disse:

      Algo de errado está acontecendo ai na montagem do cabeçote no veiculo, precisamente nos conectores elétricos. Ou está senso ligado errado, ou não está ligado ou está faltando aterramento….

Deixe o seu comentário!