Os Primeiros cuidados com o motor após retificado começa no amaciamento do motor e depois do amaciamento os cuidados dobram!

retifica bloco

A seguir vários conceitos importantes sobre este assunto:

Recomendações para amaciamento de motores novos ou recondicionados nos primeiros 500 quilômetros:

No primeiro funcionamento não acelerar bruscamente e sim, dar partida no motor e deixar o veiculo em marcha lenta até que ligue a ventoinha, após ligar por duas vezes o mesmo alcançou a temperatura ideal de trabalho e a partir dai o sistema de injeção, começa a reconhecer todos os parâmetros dos sensores, corrige marcha lenta, temperatura da água e do óleo, injeção do combustível, temperatura do ar, etc.

Outras recomendações importantíssimas!

  • Se for cabeçote com tuchos hidráulicos espere os mesmos carregarem, pois as válvulas não podem trabalhar fechadas;
  • Saia com o veiculo acelerando suavemente e conforme rotação insira marchas, não estique! Troque as marchas adequadamente, quando em percurso de testes;
  • Não rode com o carro em rotações muito baixas;
  • Não force o motor com cargas elevadas porque o efeito de vedação dos anéis do pistão ainda não está  perfeitamente assentado;
  • Cuidado com o uso de produtos para partida a frio por muito tempo, pois podem diluir o óleo;
  • Mantenha o nível de óleo entre o mínimo e o máximo;
  • Mantenha o nível da água entre o minimo e o máximo e com aditivo na dosagem correta;
  • Faça a primeira troca de óleo e filtro lubrificante entre 500–1000 km;
  • Verifique o sistema de arrefecimento: nível da água e tensão da correia.

Observação: O correto é amaciar o motor em dinamômetro, mas nem todas as retificas ou oficinas disponibiliza deste aparelho. Este aparelho  prepara o motor para sair amaciado. Calcula-se certas horas de trabalho, depois é trocado filtro e o óleo e colocado no veiculo podendo rodar dependendo das horas testado 5.000 km ou mais, até a próxima revisão. Através de um painel de instrumentos tem se todas as visões: temperatura, pressão do óleo, torque submetido, e vários outras técnicas.

Por hora usamos na prática as dicas acima mencionadas. Estas dicas bem feitas já é um grande passo para manter um motor bem amaciado!

Caso tiver um dinamômetro em sua retifica ou oficina não exite em usá-lo!

dinamômetro

Depois dos testes de amaciamentos:

O óleo aquecido flui rapidamente e limpa todas as partículas estranhas ao motor que tenham ficado aderidas após o recondicionamento.

Essas partículas acumulam-se no óleo do motor e no filtro de óleo. Os primeiros 50 km já são suficientes para filtrar a maior parte de todas as impurezas. A primeira troca de óleo e filtro devem ser feita até no máximo 500 km após o primeiro enchimento de óleo.

Revisões apos retifica e montagem do motor

A maioria das retificas que recondicionam motores e montam, dão garantia de um determinado tempo para o proprietário do motor, e também exige no máximo três revisões ou então cessa a sua responsabilidade, caso o proprietário ignore esta exigência.

.

Estas revisões são muito importantes para a vida útil do motor, pois são executados serviços de ajustes, inspeção total no motor, como:

  • Regulagem das válvulas. Ponto importantíssimo pós-montagem;
  • Troca do óleo e filtro lubrificante;
  • Vistoria sobre vazamentos do liquido do arrefecimento e de óleo lubrificante;
  • Conferencia do sistema eletrônico (com aparelho Scanner);
  • Limpeza do filtro de ar;
  • Conferencia da tensão de todas as correias, principalmente dentada e os  tensores.

Regulagem das válvulas quando no amaciamento do motor retificado

A conferencia da regulagem das válvulas, nos primeiros quilômetros é muito importante, pois as mesmas tende a ficar com medidas além das exigidas pelo fabricante ou da ultima regulagem quando montado: soltas demasiadamente (batendo) ou apertada (enforcada).

O motor com as válvulas desreguladas no sentido de estar presas, tende a esquentar o motor, falhar cilindros, pipocar,  perca de desempenho e até mesmo rostir ou comer os cames do eixo comando de válvulas  varetas de válvulas, tuchos, válvulas, balanceiros, etc.

As válvulas se estiverem soltas, além de ficar batendo, ainda faz com que o motor perca potencia, pois as válvulas não abrem o suficiente.

A válvula de admissão não abrindo por completa debilita a entrada do ar dentro do motor resultando em uma mistura pobre. Estes fatos geram excesso de combustível e, excesso de combustível, pode lavar os cilindros ou então encharcar as velas danificando a partida do motor.

A válvula de escape abrindo pouco, prejudica a saída dos gases queimados e os que não queimaram, resultando em carbonização nas saídas de escapes chegando a obstruir (entupir) o escapamento e até o catalizador.

No sistema de ciclo Diesel, estes fatos são desastrosos para o motor, porque criam crostas na cabeça do pistão e regiões dos anéis, até que o mesmo devido o sobe e desce em seu curso, venha a riscar os cilindros e até travar os anéis dos pistões. Com isto, o motor começa a perder compressão e, motor diesel sem compressão é o fim. Motor diesel depende de compressão total do ar para que gere uma excelente explosão. Não tendo compressão perde se: o desempenho do motor, o motor aquece, não anda, consome óleo, combustível e fica difícil partida e muitos outros fatores.

Troca do óleo lubrificante

OLEOA primeira revisão é datada na etiqueta nos primeiros 500 ou 1000 quilômetros rodados. Esta data e quilometragem devem ser respeitadas, pois é a mais critica depois que se faz o motor, porque todas as impurezas da retifica do motor, estão suspensa neste óleo e alojada dentro do filtro lubrificante na verdade isto já acontece nos primeiros 50 quilômetros.

Depois desta troca é marcada a próxima que deve estar perto de 3.000 quilômetros e a ultima da revisão perto de 5.000 quilômetros e depois trocar constantemente com 5.000 quilômetros para motores ciclo Otto (gasolina e álcool).

Nos motores a diesel segue a ordem de primeira troca com 500 a 1000 km à segunda troca com 5000 km e a ultima com 10.000 km. E depois segue esta quilometragem.

Observação importante: Estas quilometragem de intervalos de trocas de óleo depende muito também da qualidade e especificação do óleo de motor e de como é usado este motor. Também outro item importantíssimo é de quando trocar o óleo troque também o filtro lubrificante. Nunca troque óleo sim e filtro não, isto não existe e ainda elimina a função do óleo, porque todas as impurezas que estão no filtro velho passarão para o óleo novo

Vistoria sobre vazamentos do liquido do arrefecimento e de óleo lubrificante

Na revisão também são verificados e eliminados pequenos vazamentos de óleo, água ou quaisquer outros danos que pode vier acontecer nas vedações de óleo ou água. Estes defeitos são raros de acontecer se o motor estiver funcionando corretamente, pois na retifica do motor e montagem foram observados todos estes itens e reparados para que isto não ocorra, mas se ocorrer serão corrigidos nas revisões.

inform. mecanicaConferencia do sistema eletrônico (com aparelho Scanner)

Embora o assunto de revisão esteja se tornando muito complexo, talvez, o leitor pode achar de mais estes parágrafos aqui mencionados, mas acontece que a injeção eletrônica faz parte quase que total nos veículos brasileiros no sistema Otto, como no sistema diesel. Revisar, rastrear o sistema de injeção é fundamental também nas revisões. Isto evita problemas gravíssimos se nos primeiros dias de funcionamento do motor recondicionado apresentar qualquer falha no sistema de injeção.

É bom lembrar que o sistema eletrônico depende do sistema mecânico como o mecânico depende do sistema eletrônico. Um danifica o outro em caso de pane.

Limpeza do filtro de ar

Na revisão, o filtro de ar deve ser  inspecionado contra danos, impurezas ou umidade e caso apresente qualquer suspeita destes gêneros deve  ser substituído imediatamente e nunca limpo com ar comprimido ou batendo sobre madeiras, parede ou qualquer outro método. Verificar se a vedação está correta, se a mangueira do purificador está intacta, etc.

Observação: Em hipótese alguma deve entrar pó dentro do motor, por mais fina que seja estas partículas! O filtro de ar é peça é fundamental para o funcionamento do motor. O filtro é responsável por manter o ar sempre puro e filtrado. Este elemento filtrante deve ser trocado em todas as revisões recomendadas.

Filtro de ar sujo impede o fluxo de ar debilitando a mistura ar/combustível, fazendo com que o veiculo perca rendimentos, envie sinal errado para a central, e com isso a aceleração ou marcha lenta do veiculo possa ficar oscilando.

No veiculo a diesel o motor pode ficar sem aceleração e perca do turbo compressor, pois o motor diesel depende de ar puro constante, sem ar o motor diesel não funciona.

Correia de Sincronismo

Confira a tensão de todas as correias, principalmente dentada e os tensores.

A correia dentada e o tensor deve ser colocado sempre novas, uma vez tensionada corretamente e se for original ou de boa qualidade elas tem duração de 40.000 km, em situações normais, ambas as outras correias.

Observação: Não tensione demasiadamente correias de especie alguma que trabalhe em motor e muito menos use correias incorretas, de marca duvidosa, incompatível. Também não deixe que trabalhe folgadas. A tensão da correia deve seguir conforme o manual do fabricante. Igualmente para correntes. Os tensores não devem cair no chão ou levar qualquer tipo de pancada, e nem estica-lo demasiadamente além do que é permitido, não lave com solvente e nem retire a blindagem dos tensores, não engraxe, não ponha tensores duvidosos para correias dentadas e poli "V".

Observando estes itens, poucos serão as revisões nesta parte. Logicamente que na revisão devem ser vistos e conferidos todos os itens importantes! Não é porque está escrito que a vida útil de uma correia dentada chega a 40.000 km, que tem obrigação de durar!

Após o término das revisões e se todas as etapas foram todas cumpridas, com certeza o motor está pronto para trabalhar por muitos quilômetros. Não se esqueça das revisões preventivas, esta também é muito importante. E ao sinal de quaisquer irregularidades procure imediatamente uma assistência técnica capacitada.

Importante: Nunca desmonte ou leve em outra oficina ou retifica de motores, o motor que foi reparado em uma determinada reparadora e a mesma garantiu todos os serviços, peças, etc. Agindo assim, perderá todos os direitos de reclamação, salvo se a mesma se recusar a prestar as garantias oferecidas. Também, não tente manipular a reparadora se fez algo de errado com o motor ou qualquer parte mecânica, elétrica ou eletrônica de seu veiculo. Nas reparadoras competentes existem reparadores capacitados e treinados, com certeza vai descobrir que ouve erros por parte do condutor.


Gostou do artigo?

Deixe aqui o seus Comentários  a sua Opinião, Compartilhe!

Siga me também no Twitter - Facebook - Linkedin - Google+

Ou então Assine a Newsletter do blog Mecânica Solique e receba as novidades do blog em seu E-mail.


Mais sobre: , , , , , , , ,