Para evitar problemas e prejuízos dentro da oficina ou na retifica de motores, faça um Checklist antes.

Checklist significa "lista de verificações" a junção de check (verificar) e list (lista). Uma checklist é um instrumento de controle, composto por um conjunto de condutas, nomes, itens ou tarefas que devem ser lembradas ou seguidas.

O checklist é usado para inúmeras anotações, lembretes, segurança, controlar itens de uma festa, de uma viagem, etc. Enfim este é um tipo de planilha essencial para a sua oficina. Elabore a melhor possível para atender todas as suas necessidades e se livrar de muitos inconvenientes, prejuízos e diz me diz!

Para uma oficina mecânica, retifica de motores ou qualquer prestadora de serviços que envolve outros valores de terceiros deve sempre controlar aquilo que existe e anotar tudo em uma lista e para melhorar ainda mais a sua eficiência, deve ser assinada, para isto, deverá ter um profissional para checar e anotar tudo o que esta errado, tudo o que está ausente e tudo o que esta presente em algo.

Agir na confiança

O checklist é uma prática pouco usada e na maioria dos casos agimos na pura confiança, claro que esta pratica também deve ser usada. A honestidade é sempre bem vinda para ambos, mas existem situações que envolve valores e ninguém quer ficar no prejuízo, concorda?

Checklist de um veículo em reparação

Em um veiculo novo ou usado pode conter em seu interior, objetos pessoais, documentos, valores, acessórios obrigatórios, inúmeros outros itens. Deve sempre lembrar que o cliente confia na sua oficina, mas também por esquecimento pode dizer que algo que deixou no interior do carro não está mais lá, que um risco na lataria não existia... Pode crer, que isto pode acontecer! Se estiver tudo anotado, da pra sair destes inconvenientes duvidosos!

Também pode ter vários defeitos, como: arranhados, níveis de combustíveis: cheio, vazio, não marcando, para-brisa trincado, retrovisor quebrado, bancos rasgados, queimados, ausência de tapetes, peças quebradas, etc.

Um checklist também pode determinar um pré orçamento relacionando o que vai ser reparado no veiculo,  o que vai ou não ser autorizado. Diante deste atendimento pessoal, será feito um orçamento, determinados os valores, data de entrega, local da entrega, agendamento... Aprovado, ambos assinam em acordo tanto o orçamento como o Checklist.

Para isto a oficina deve construir uma planilha de tudo o que tem dentro e fora do carro, como:
acessórios removíveis, quantidade de combustível no tanque, tipo de combustível, pertences pessoais, se há danos no veiculo, como: amassados, riscos, ausência de equipamentos como estepe, triangulo, chave de rodas e outros equipamentos e acessórios.

O checklist deve ser feito diante do cliente ou representante, logo após a entrada do veículo na oficina. Este documento deve permanecer junto com o planejamento dos serviços, orçamentos até a conclusão da ordem de serviços, fechamento da mesma e recebimentos pelos serviços prestados. Também deve ser anotados os termos de garantias, revisões obrigatórias e por fim  arquivar  junto com a ordem de serviço finalizada, para efeitos de garantias ou reclamações de possíveis serviços que não funcionaram. Neste checklist, está tudo anotado o que foi feito, e o que não foi feito e o que deveria ser feito, mas não autorizado pelo proprietário.

Fatos acontecidos

Já aconteceu em uma retifica onde o cliente deixou o seu carro para fazer o motor. O estado de conservação em que se encontrava o veiculo era  perfeito, sem riscos, amassados, manchas ou qualquer outro defeito. No outro dia o proprietário ao abrir a retifica viu o para brisa do carro trincado de cima em baixo.

Indignado com o acontecido pergunta? Quem que quebrou este para brisa ? Ontem mesmo estava intacto! Indaga o proprietário, sem saber o que fazer e dizer. Culpar quem?

Estes e outros fatos acontece muito dentro de oficinas, mas o que quero por em questão é que recomendo sempre verificar nos veículos antes de quaisquer serviços a efetuar uma vistoria por completa, e recomendo sempre verificar danos escondidos que já chegam junto com o carro, mas que na maioria das vezes nem o proprietário conhece ou viu. Mas é certo que quando você for entregar o veiculo ele vai perceber aquele risco, pequeno amassado, danos internos que já havia, mas que ele e nem você amigo mecânico percebeu. Ai fica difícil explicar e o cliente vai jurar que estes danos não existiam antes. E aí como sair desta?

Largue as manias para economizar

Outro assunto polêmico, que gera muita confusão e até nomes injuriantes pensando em estar economizando para ambas as partes é a mania de retirar combustível do tanque do veiculo, para lavar peças. Principalmente de veículos a diesel. O cliente sente o cheiro da gasolina e diesel no ar e deduz por impulso que foi tirado do carro dele.

Fique esperto, porque o tanque do carro do seu cliente sempre entra cheio e nunca vazio na oficina. Será mesmo isto verídico?
E você, nunca confere?

Para evitar esta chatice, acrescente na Ordem de Serviço materiais para limpeza (diesel, querosene, gasolina, thinner, etc.)

Para estes fins que serve um Checklist, para integrar a sua segurança e do seu cliente, para provar pequenos inconvenientes que passaram despercebidos, e por causa da correria do dia a dia, ninguém prestou atenção e para entrar em contradição é só não lembrar daquilo que já estava ali e jura que não estava. Isto, vira uma teima que cresce rapidamente e podem gerar até audiência em foros, desnecessariamente.

Por isso faça na sua oficina uma planilha calmamente e coloque tudo isto na no seu checklist, anote tudo integre vários itens, como por exemplo: quantidade de combustível que há no tanque do carro, possíveis amassados invisíveis (aqueles que só aparecem sobre reflexos), riscos, para brisa trincado, arranhado, manchado, bancos rasgados, estepe furado, falta de equipamentos obrigatórios, luzes que não funcionam, painéis com luzes indicadoras que não indicam nada, e ainda um enorme espaço de anotações do que será reparado no próprio veiculo, data, hora, quilometragem, numero da placa, tipo de lubrificante, filtros, nome do proprietário, técnico responsável. Um excelente raios-X.

Precisa tudo isto?

Bem, é bom sempre estar preparado para todos os inconvenientes, principalmente quando mexe no bolso desnecessariamente ou então tem que jogar no caixa das DESPESAS DE OFICINA.

A mão de obra está tão barata ultimamente, que evitar despesas faz se necessário.

Nas retificas e oficinas mecânicas, mexem com valores altos e de propriedades alheias, são os carros dos clientes que estão em jogo (ou melhor, sendo reparados), e carro hoje em dia só tem valor se estiver intacto, todos sabem disso. Então caso seja danificado qualquer parte deste veículo, sumir algo de seu interior, não tenha duvida, você ou tua oficina terão que arcar com os prejuízos.