«

»

Carbonização – Vilã do motor e do sistema de injeção eletrônica!

Carbonização – Vilã do motor e do sistema de injeção eletrônica!

Carbonização é um fenômeno que cria dentro do motor, devido a vários fatores ligados e necessários aos motores, mas que às vezes também são causados por alguns cuidados que não são levados em conta. Exemplos:

  • Ausência da válvula termostatica;
  • Combustível de má qualidade;
  • Água e agentes químicos no combustível;
  • Óleo com aplicação inadequada ao tipo de motor;
  • Óleo com quilometragem vencida;
  • Troca do óleo e não do filtro;
  • Filtro de ar sujo ou obstruído;
  • Sensor de temperatura inoperante,
  • Sonda lambda com defeito
  • Falta de aditivo no liquido de arrefecimento;
  • Retentores de válvulas danificados;
  • Condução em curtas quilometragens e muitos outros fatores.

Estes agentes químicos da carbonização comprometem por inteiro o motor e o sistema principal da injeção eletrônica, que é a ECU ou Central do veiculo como é conhecida pela maioria dos mecânicos.

Não danifica necessariamente os componentes físicos da central, mas sim a sua memoria!

A carbonização contaminando os seus agentes que são os sensores eles passam informações errôneas dificultando para a central enviar as mensagens de volta aos seus atuadores, para exercerem as funções corretamente para um perfeito funcionamento do sistema por completo. Isto o mecânico devem sempre ter em mente que a injeção eletrônica é um sistema perfeito quando em bom estado de funcionamento.

Observação importante: A Central (ECU) é o componente muito difícil de dar problemas, por um pensamento lógico: Ela não está em contato fisicamente com o motor, ou seja, não está envolvida diretamente no motor do veiculo. Como por exemplo: um atuador de marcha lenta, eletros injetores, sonda lambida, etc.

Mas ficará debilitada se receber continuamente erros emitidos pelos sensores, mas existem na própria central defesa que é programada para que ela (a central), não sofra danos.

Este sistema de emergência ela própria destina-se para se defender avisando através de uma anomalia e que, por conseguinte acenderá uma lâmpada no painel do veiculo, alertando proprietários e mecânicos que há um problema grave gerado no seu sistema. Se este alerta for ignorado, várias emergências vão sendo gravadas em seu banco de dados, até chegar um momento que ela não recebendo dos sensores informações corretas, não mais processará e nem enviará sinais algum para os atuadores, deixando de funcionar por completo o sistema.

E quem que o mecânico de inicio vai culpar? Claro que é a central!

Lembram, quando mencionei que a injeção eletrônica é um sistema perfeito quando em bom estado de funcionamento?

Então.

Esta série de problemas que gerou a parada por completa do veiculo, não é a central e nem é culpa da central e sim dos outros componentes que vieram dando problemas desde o primeiro alerta da central. Lembra que ela avisou através da lâmpada de anomalia lá no painel do veiculo que havia avarias no sistema.

Para resolver todos estes problemas de imediato, o condutor do veículo deve levar o veiculo até uma consessionaria ou oficina mecanica de sua confiança para que os procedimentos legais sejam executados, como:

  • rastrear através de aparelhos eliminando os defeitos correntes; 
  • uma previa limpeza dos componentes eletrônicos; 
  • descarbonização do motor, como: Cabeçote, Carter, suspiro do motor, coletor de admissão e escape. 
  • Troca do óleo, filtro de óleo, de ar, combustível, troca do líquido de arrefecimento, sensor de temperatura; 
  • adicionar aditivo de boa qualidade no sistema de arrefecimento; 
  • limpeza dos bicos injetores, radiador de água, reservatório, etc.

Estes procedimentos irão fazer com que o motor de seu carro respire mais aliviado, além de todos os componentes eletrônicos estarem em ambientes limpos e trabalhando perfeitamente em sincronia com a ECU, que receberá informações precisas.

Depois de todos estes processos é a vez de limparmos a memória da ECU, apagando todos os erros:

  • Presentes; 
  • passados;
  • pertinentes.

Executando todos estes procedimentos, o seu carro vai ficar:

  • funcionando redondinho;
  • gastar menos combustíveis; 
  • poluir menos, e ainda adquirir muito mais desempenho.

Todos estes procedimentos serão viáveis se o motor estiver em estado recomendado para trabalho, ou seja, em condições ainda normais. Se não, será preciso a retifica e troca de suas peças essenciais, como:

  • Pistão e anéis, 
  • válvulas, 
  • guias de válvulas, 
  • retentores e jogo de juntas;
  • bronzinamentos. 

Enfim, uma retifica por completo e substituição de todas as peças desgastadas que são importantes para o desempenho do motor.

Quero lembrar que: A carbonização é um agente corrosivo, tipo uma areia fina que misturada ao óleo do motor pode se tornar um esmeril e com isto danificar todas as partes móveis do motor. Dependendo do estado que se encontra a carbonização o melhor mesmo é retificar e trocar todas as peças afetadas. Agindo assim você economizará dinheiro e tempo.

Deixe o seu comentário se gostou desta matéria, compartilhe, registre-se com seu e-mail e receba novos artigos de Mecânica Solique!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Olá, Sejam todos Bem-Vindo ao Blog Mecânica Solique! Atualmente exerço a profissão de Retificador de Motores na linha diesel, álcool e gasolina. Também atuo como: reparador, montador de motores, alguns conhecimentos técnicos em motores com injeção eletrônica sistema diesel e Otto. Deixo claro que na mecânica automobilística é impossível ter conhecimentos totais, pois a cada dia nos é apresentado um novo desafio. "Ter conhecimentos e dedicação todos os dias, é que nos torna profissional em qualquer área, aprendendo todos os dias a ser melhor que ontem" (Edvaldo Dias Solique – (Ajustador Mecânico Automobilístico). Autor do Blog: Mecânica Solique Com o tema: "Mecânica dos Tempos Modernos" E também autor dos manuais técnicos: - Corte de óleo; - Retifica do motor do Fusca.

12 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. vicente cardias

    O la Edvaldo bom dia seus comentarios sobre carbonização muito bom não so serve para alertar o consumidor como o proprio tecnico na manutenção do veiculo
    porque são essas coisas pequenas que faz a difernça o tecnico sabendo explicar este detalhe ao cliente concerteza o cliente vai entender o porque desses problema e daria mas uma dica o tecnico ao espranar o problema ao cliente poderia se nessesario pedir o manual do fabricante que la dentro estar contida alguns itens de manunteção que fala .O porque de uma boa manuntençâo.
    E a mesma coisa o que aconteceu comigo dois dias atras carro do cliente sem força primeira pergunta feita o carro fez revisâo sim trocou todos os oleos e todos os filtros feito os testes foi detecquitado um problema eo tecnico disse tem que trocar valvula reguladora de pressâo tudo bem so isso so . Trocou a valvula e o problema permaneceu. Simplesmente era o filtro de ar que o cliente não trocou
    exempro de que e muito inportante uma boa manunteção……../

    1. Mecânica Solique

      Olá Vicente obrigado por complementar o meu artigo.

      Carbonização é um caso seríssimo nos motores, destrói por completo todos os componentes móveis do motor em questão de dias, só quem vê mesmo de perto pra constatar o que estou falando.

      Quis chamar a atenção neste artigo com este assunto, da importância da manutenção preventiva, principalmente em carros que roda poucos quilômetros por dia/mês, mas infelizmente este feito pouco acontece. Muitos pensam que manutenção preventiva é somente trocar óleo, filtros ver freios, pneus, amortecedores, etc… também é necessário. Mas, agora imaginam só trocar o óleo de um motor que esteja carbonizado! Este novo óleo contém substancia aditiva que ao misturar com os resíduos nocivos aos componentes do motor, transformará em uma lixa. É a mesma coisa que jogar areia (fina) dentro do motor.
      Tem quem faz a revisão do carro no dia que vai viajar, esta revisão nada mais é na maioria dos casos, uma simples troca de óleo e filtro e as vezes nem trocam o filtro de óleo! Agora este carro vai rodar muitos quilômetros contínuos e se estiver contaminado internamente com abrasivos, estes vão se soltando e misturando ao novo óleo, corroendo todo o sistema móvel do motor: a primeira a ser danificada será a bomba de óleo, depois bronzinas, comandos, tuchos e por aí vai. A luz de óleo vai acender, talvez o motorista não se incomodando por ter feito a revisão, vai continuar a viagem e aí, pimba! O motor trava.
      Estes fatos Vicente, você a de concordar comigo.
      Isto sempre acontece em épocas de férias, feriados prolongados onde muitos saem para viajar.

      Recomendo a todos antes de viajar com o seu carro e quando necessário, faça uma manutenção preventiva completa: Motor, cambio, diferencial, sistema elétrico, documentação, freios, amortecedores, balanceamento, alinhamento, suspensão, etc… Isto é bom para você mesmo e sua família, o mecânico está lá na oficina pensando em primeiro lugar na sua segurança, pode ter certeza disso!

  2. José de Carvalho Júnior

    Boa Noite! Eu tenho um Gol GV 2009 que carbonizou o motor. Fiz o serviço de descarbonização, troquei as juntas do motor, troquei bomba de óleo, troquei reservatório de arrefecimento e fiz toda a limpeza do sistema. Com 20 dias após o serviço, verifiquei que o novo reservatório do arrefecimento já estava com o fluido contaminado, com cor de ferrugem, parecido com o antigo. Levei na Oficina, e o técnico me falou que era normal, pois ainda estava arrancando todas as impurezas da antiga carbonização, e que eu teria que levar o carro ao completar 30 dias pra trocar todo o fluido de arrefecimento novamente, como se fosse uma retrolavagem. E aí, o que me diz?? Isso procede ou a limpeza não foi realizada aquadamente???

    1. Mecânica Solique

      José Boa noite.
      Você pode fazer diversas limpeza, lavagem no sistema de arrefecimento e por mais que você capriche não terá resultado satisfatório. Porque o sistema naturalmente devido a altas e baixas temperaturas tendem a soltar material (este tipo de ferrugem). Oque recomendo você a fazer após lavar todo o sistema é aplicar aditivo de qualidade na proporção 50%, (Metade água, metade aditivo), ou seja, se o carro levar 4 litros de água colocar 2 litros de aditivo de boa qualidade! Conservando aí sim o sistema longe de impurezas e ainda manter o sistema de arrefecimentos funcionando perfeitamente no resfriamento do motor. O mesmo ira trabalhar em temperaturas ideais.
      Espero ter lhe ajudado.

    2. José de Carvalho Júnior

      Ok, vou seguir a sua dica, valeu mesmo… Brigadão e fica com Deus!

    3. Mecânica Solique

      Ok, José
      Sabia decisão a sua.
      Abraços.

  3. thomaz

    tenho um peugeot 206 1.4 o carro levou um aquecimento passou agua pela descarga direto, fez o cabeçote, ficou ligado uns 20 minutos depois começou a trabalhar mal e sair fumaça preta e ratiar da baixa pra alta e consumir muito combustivel, o carro ja esta 2 semanas na of..não sei mas o que fazer..!!!!!

    1. Mecânica Solique

      O cabeçote pode ter fica fora da especificação (altura)

  4. thomaz

    boa tarde amigo coloquei o manômetro deu 4.2 bar, ae fechei o registro do manômetro e o carro para de ratiar e funciona bem ate acabar a gasolina do sistema …

    1. Mecânica Solique

      Thomaz,
      Não tenho especificação da pressão e vazão desta bomba, mas quando você estrangula o sistema do manômetro fechando no caso o registro o funcionamento fica ok. Correto? Isto indica que está existindo muita pressão ou vazão. O correto é ter a especificação da pressão e vazão. Este pode ser também um defeito no regulador de pressão.

    2. thomaz

      bom dia ta dando 4.2 bar de pressão, ja troquei o regulador de pressão , bomba, bobina, map, e ate sensor de rotação!!!!

    3. Mecânica Solique

      4.2 bar Thomaz, para este sistema acredito que está demais. Tem que conferir qual a pressão deste sistema. A maioria é dentro da faixa de 3 a 3,5 bar.

A sua dúvida, opinião e cometários é muito importante para todos os leitores. Agindo assim ajudaremos a todos!

More in Dicas/Oficinas (27 of 48 articles)

%d blogueiros gostam disto: